Como ter disciplina: 5 Lições do Estoicismo

Tempo de leitura: 8 minutos

Como ter disciplina: 5 Lições do Estoicismo para os dias de hoje.

Lutadores de artes marciais milenares são símbolos de disciplina

Você gostaria de ter mais disciplina em sua vida? Quer saber como ter mais disciplina com base nas lições dos principais filósofos estoicos?

Se você tem sofrido para “ter disciplina” e arrumar sua vida, acredite, você não está sozinho.

Pelo contrário, disciplina e consistência talvez sejam habilidades raras atualmente, pelos motivos mais variados.

Leia este artigo até o final e descubra:

  • Porque uma ideia negativa de disciplina pode estar te prejudicando;
  • 05 lições dos filósofos estoicos sobre como ter disciplina válidas para os dias atuais

Disciplina é liberdade.

Se a liberdade é o ato de ‘fazer o que se quer’, como ligar disciplina à ideia de liberdade?

Embora pareçam opostos num primeiro momento, a verdade é que a disciplina é o caminho para a verdadeira liberdade.

E o que é o trabalho, senão a prática do sacrifício de algo de valor no presente por algo melhor no futuro?

Mas afinal, o que é disciplina?

Nas palavras de Jocko Willink, ex-líder aposentado de um grupo dos Navy Seals, uma das principais Forças de Operações Especiais da Marinha dos Estados Unidos, disciplina nada mais é do que:

Escolher o caminho correto, ainda que ele seja o mais difícil.

É resistir à tentação sempre presente de escolher a vida fácil, irrelevante e destituída de significado.

Sem disciplina, caminhamos a passos largos para ao caos e uma vida banal.

E quando falamos neste tema, poucos indivíduos têm tanto a nos ensinar quanto os filósofos do estoicismo.

O estoicismo foi uma escola de pensamento supostamente fundada em Atenas por Zenão de Cítio, por volta do início do século III a.C.

Dentre seus ensinamentos estão a importância do controle das próprias emoções e a crença de que é virtuoso manter uma vontade que esteja de acordo com a natureza das coisas.

Disciplina: Marco Aurélio e o estoicismo
Marco Aurélio, um dos maiores nomes do estoicismo

Na lista dos principais pensadores desta escola, um em especial se destaca: Marco Aurélio, que foi nada menos do que imperador romano deste o ano 161 até a sua morte, sendo considerado o último dos cinco bons imperadores de Roma.

E dentre os vários escritos deste filósofo estão suas Meditações, uma série de escritos direcionados ao próprio Marco Aurélio, mas que parecem ter sido escritos para os dias atuais! (você encontra o livro – recomendadíssimo – para compra aqui – Amazon).

Neste artigo, vamos nos ater a 05 lições sobre como ter disciplina, que podem ser encontradas na obra acima.

1- Disciplina começa com o senso de propósito

“Ao amanhecer, quando você tiver problemas para sair da cama, diga a si mesmo: “Eu tenho que ir ao trabalho – como um ser humano. Do que devo me queixar, se eu for fazer o que eu nasci, as coisas para as quais eu vim ao mundo? Ou é para isso que eu fui criado? Para me encaixar sob os cobertores e ficar quente?”

Marco Aurélio

Marco Aurélio acreditava que todos nós temos um propósito, algo que nascemos para fazer.

Logo, a resposta à pergunta “como ter disciplina” passa, na maioria das vezes, pelo desenvolvimento de nosso propósito e missão:

“Então você nasceu para se sentir “legal”? Em vez de fazer coisas e experimentá-las? Você não vê as plantas, os pássaros, as formigas e as aranhas e as abelhas sobre suas tarefas individuais, colocando o mundo em ordem, da melhor forma possível? E você não está disposto a fazer o seu trabalho como ser humano? Por que você não está trabalhando para fazer o que sua natureza exige?”

De fato, quando se tem um claro senso de propósito, as ações necessárias se desenrolam naturalmente.

Em resumo, não há maior fonte de autodisciplina do que um propósito claro e bem determinado.

Se você sente que nasceu para escrever, escreva diariamente; se nasceu para cantar, cante todos os dias.

A pergunta é: o que você gostaria de fazer todos os dias?

Obs: se a falta de propósito e direção ainda te causam desconforto, clique aqui e saiba mais sobre meu processo de coaching.

2- Conte consigo mesmo

Uma vez que você desenvolve clareza de propósito, é fundamental, também, que você crie um plano prático para alcançar seus objetivos.

Mais do que se comprometer com a ideia “abstrata” do propósito, você deve aceitar cada pequena tarefa que te guiará pelo caminho até a conquista.

Autodisciplina é, então, a habilidade de fazer o que é preciso – independente do seu estado físico, mental e emocional. É escolher o caminho correto, ainda que seja o mais difícil.

Disciplina: caminhos difíceis levam a belos destinos
“Caminhos difíceis levam a belos destinos”

Entenda: tudo o que você deseja em sua vida depende desta habilidade, goste você ou não.

Uma boa forma de começar é colocando seu plano no papel e, depois, destrinchando-o em etapas cada vez mais específicas.

Assim, você terá muito mais controle sobre seu progresso, evitando o risco de sobrecarga e paralisia ao longo do processo.

3- Disponha-se todos os dias

“Você precisa edificar sua vida, ação por ação”.

Quer saber uma triste verdade?

Mesmo com senso de propósito e um bom plano, 95% de nós falhará em conquistar seus objetivos.

E uma das principais razões para isto é a falta de consistência.

Mais do que trabalhar apenas quando se tem vontade, é preciso ter disciplina para fazer o que deve ser feito todos os dias.

Acredite: o simples ato de levantar-se da cama e envolver-se com sua “arte” é capaz de mudar sua vida.

Está desanimado?

Levante-se e comece! Pare de esperar por ‘inspiração’ e faça algo!

Autodisciplina é, dessa forma, o simples desenrolar do hábito de ser consistente.

É encontrar a motivação para fazer algo de novo, e de novo, até que o hábito assuma o controle e você comece a ver os resultados.

Em outro trecho de suas Meditações, Marco Aurélio afirma o seguinte:

“Em todas as horas, preocupa-te resolutamente, como romano e homem, em fazer o que tens nas mãos com pontual e não fingida gravidade, com amor, liberdade e justiça, e procura tempo livre para libertar-te de todas as demais distrações. E conseguirás teu propósito se executas cada ação como se fosse a última da tua vida […]”.

4- Cultive o hábito de estar desconfortável

Disciplina: pratique o desconforto
Pratique o desconforto
( Photo by Brad Barmore on Unsplash )

“Devemos nos disciplinar nas pequenas coisas para, a partir daí, progredir para as coisas maiores”.

Está com dor de cabeça?

Experimente não reclamar

Ao nos colocarmos constantemente em situações de desconforto, forjamos nosso caráter e nos tornamos mais resilientes para o dia em que isso for realmente necessário.

Algumas formas simples de praticar o desconforto são: pular uma refeição, tomar banho frio, dormir no chão ocasionalmente, deixar seu casaco em casa mesmo sabendo que está frio lá fora, etc.

Quer uma sugestão? Experimente um jejum de redes sociais por 7 ou 30 dias.

Pequenas atitudes como esta nos lembram, em meio a uma vida de conforto e abundância, que a dificuldade é real – e que podemos conviver com ela se preciso for. Isto é ter disciplina.

Como você lida com o desconforto? Sua relação com ele é de total aversão, ou você cultiva momentos de desconforto em sua rotina?

5- Aprenda a controlar a forma como você reage às situações

 “Você tem total controle sobre sua mente – e não sobre os eventos externos. Entenda isso, e encontrará força”.

“Se te aliges por alguma causa externa, não é ela o que te importuna, mas o juízo que fazes dela”.

Um dos maiores “poderes” que temos como seres humanos é a capacidade de atribuir significado às coisas.

Já parou para pensar sobre como as pessoas reagem de formas totalmente diferentes a situações idênticas?

A demissão do emprego que, para um, significa o fim da linha, é só o estímulo que o outro precisava para começar um novo empreendimento de sucesso.

O fim de um relacionamento, idem.

Quem, senão você, interpreta se algo foi bom ou ruim?

Quando entendemos que o controle dos significados está em nossas mãos, tudo muda.

Não é nada incomum vermos empresas extraordinárias surgindo de grandes crises, bem como pessoas se reinventarem após dificuldades pessoais.

Por outro lado, uma vida de constante incomodação e chateações por coisas banais é péssima para o nosso caráter.

Sua energia é o que você tem de mais precioso. Cuide dela.

Você gostaria de contar com a minha ajuda para ter disciplina? Quer saber como cultivar este hábito por meio de técnicas e ferramentas de eficiência comprovada?

Então clique aqui e saiba mais sobre meu programa de coaching.

6 Comentários


  1. Parabéns, Rafa
    Excelente artigo trouxe um assunto bem comum entre muitas pessoas que sofrem com dificuldade em ter disciplina.

    Responder

  2. Conteúdo muito importante e oportuno para aqueles que querem fazer diferente em 2020.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *